Ajudando um milhão de professores a fazer mais

Conhecimento e aprendizado enriquecem vidas e preparam a nova geração com habilidades para resolver problemas, os de hoje e os do futuro. Infelizmente, hoje em dia, muitas crianças e jovens ao redor do mundo não recebem uma educação adequada para estes desafios. Mesmo após quatro anos de educação primária, cerca de 130 milhões de estudantes não têm o domínio de conhecimentos básicos como leitura e matemática. Recentemente, a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) avaliou o sistema educacional de 70 países e classificou o Brasil na 63ª posição em ciências, 59ª em leitura e 66ª colocação em matemática. Outro relatório revelou ainda que 67% dos alunos de 15 anos não dominavam conceitos básicos de matemática.

Hoje, estamos muito felizes em poder anunciar uma doação de R$ 15,8 milhões (US$5.1 milhões) para estimular a melhoria do ensino e aprendizado nas escolas brasileiras. A doação apoiará um projeto liderado pela Nova Escola da Fundação Lemann na criação de um dos primeiros conjuntos de lições digitais, vídeos e outros materiais alinhados com a Base Nacional Comum Curricular, a política pública que busca definir quais são as habilidades e os conhecimentos essenciais que todos os alunos têm direito de aprender em sua vida escolar.

A Nova Escola trabalhará com os melhores professores de todo o país no desenvolvimento de lições que incluirão suas melhores dicas e conselhos sobre como otimizar o conteúdo digital na sala de aula. Todos os materiais estarão disponíveis por meio de um aplicativo gratuito que pode ser acessado mobile e pela web até mesmo com baixa conexão de internet.

Grupo de professores durante sessão colaborativa com a Nova Escola

O projeto com a Associação Nova Escola da Fundação Lemann faz parte de um compromisso de 2 anos e 50 milhões de dólares anunciados pelo Google.org ontem, com o objetivo de apoiar organizações sem fins lucrativos que estão usando a tecnologia para melhorar a educação no mundo inteiro. Nove organizações ao redor do mundo, incluindo a Nova Escola, foram selecionadas. Além do apoio econômico, voluntários do Google vão trabalhar ao lado da Nova Escola para orientar em áreas como design da experiência do usuário, funcionalidades offline, análise de dados e muito mais.

Ensino de qualidade, com escala

Ter um grande professor é uma das melhores formas de prever uma vida acadêmica de sucesso. Mas frequentemente, mesmo os melhores professores estão sobrecarregados, tem classes muito grandes, falta de treinamento e até mesmo pouco envolvimento com outros educadores.

O anúncio de hoje reforça o compromisso do Google com estudantes e professores do Brasil, sendo este apenas o começo de um novo capítulo. Nos próximos cinco anos, a Nova Escola pretende atingir um milhão de professores em todo o Brasil, com o objetivo de garantir que todos os estudantes do país tenham as mesmas chances de aprender. E, ainda este ano, estaremos à procura da próxima rodada de propostas inovadoras que se juntarão ao projeto.

Postado por Nick Cain, Gerente de Projetos, Google.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *