NVIDIA Jetson TX2 oferece múltiplas possibilidades de IA

Parceria define um padrão do setor que pode ser adotado com rapidez e eficiência para ajudar a atender à repentina demanda do mercado.

A NVIDIA e a Microsoft anunciam a produção de um novo acelerador de GPU para hiperescala para impulsionar a computação em nuvem da IA.

Ao fornecer datacenters de hiperescala com um caminho rápido e flexível para a IA, o novo acelerador de GPU para hiperescala HGX-1 é um projeto de código aberto lançado em conjunto com o Project Olympus da Microsoft.

O HGX-1 faz pelas cargas de trabalho de IA baseadas na nuvem o mesmo que a ATX (Advanced Technology eXtended) fez pelas placas-mãe de PC quando foram apresentadas há mais de duas décadas: define um padrão do setor que pode ser adotado com rapidez e eficiência para ajudar a atender a repentina demanda do mercado.

A nova arquitetura é desenvolvida para atender à crescente demanda por computação de IA na nuvem, em setores como direção autônoma, serviços de saúde personalizados, reconhecimento de voz sobre-humano, análise de dados e vídeo e simulações moleculares.

“A IA é um novo modelo computacional que requer uma nova arquitetura”, diz Jen-Hsun Huang, fundador e diretor executivo da NVIDIA. “O acelerador de placa de vídeo de hiperescala HGX-1 fará pela computação em nuvem de IA o mesmo que o padrão ATX fez pela atual disseminação dos PCs. Ele possibilitará que os provedores de serviços na nuvem adotem facilmente as placas de vídeo NVIDIA para atender à repentina demanda por computação de IA.”

“O acelerador de IA HGX-1 AI proporciona escalabilidade de desempenho extrema para atender aos requisitos exigentes de cargas de trabalho de aprendizagem de máquina em rápido crescimento e seu design exclusivo possibilita que seja adotado com facilidade de datacenters em todo o mundo”, escreve Kushagra Vaid, gerente geral e engenheiro de destaque, Azure Hardware Infrastructure, Microsoft, em uma publicação no blog oficial de Azure.

Para as milhares de empresas e startups em todo o mundo, que estão investindo e adotando abordagens de IA, a arquitetura HGX-1 proporciona desempenho e capacidade de configuração sem precedentes na nuvem.

Com a tecnologia de oito placas de vídeo NVIDIA® Tesla® P100 em cada chassi, ele apresenta um design de alternância inovador, baseado na tecnologia interconectada NVIDIA NVLink™ e no padrão PCIe standard, possibilitando que uma CPU seja conectada dinamicamente a qualquer número de placas de vídeo. Possibilita ainda que os provedores de serviços na nuvem que adotam a infraestrutura HGX-1 ofereçam aos clientes uma variedade de configurações de instâncias de máquinas com GPUs e CPUs.

As cargas de trabalho na nuvem são mais diversificadas e complexas do que nunca. O treinamento, a inferência e as cargas de trabalho de HPC de IA são executados perfeitamente em diferentes configurações de sistema, com uma CPU conectada a diversos números de CPUs. O design altamente modulável do HGX-1 permite desempenho ideal independentemente da carga de trabalho. Ele proporciona desempenho de deep learning até 100 vezes mais rápido se comparado a servidores baseados em CPU e tem estimativa de um quinto do custo para a condução de treinamento de IS e um décimo do custo de inferência de IA.

Com sua flexibilidade de trabalho com datacenters em todo o mundo, o HGX-1 proporciona aos datacenters de hiperescala atuais um caminho rápido e simples para a IA.

Colaboração para tornar a hiperescala o padrão do setor
Microsoft, NVIDIA e Ingrasys (subsidiária da Foxconn) colaboraram na arquitetura e design da plataforma HGX-1. As empresas estão compartilhando amplamente como parte da contribuição do Project Olympus da Microsoft ao Open Compute Project, um consórcio com a missão de aplicar os benefícios do código aberto ao hardware e aumentar rapidamente o ritmo da inovação em todo o datacenter e além.

O compartilhamento do design de referência com a comunidade do Open Compute Project em geral significa que as empresas podem comprar e implementar com facilidade o mesmo design em seus próprios datacenters.

A NVIDIA participa do Open Compute Project
A NVIDIA participa do Open Compute Project para ajudar a impulsionar a IA e a inovação no datacenter. A empresa planeja continuar seu trabalho com a Microsoft, a Ingrasys e outros membros para aprimorar as plataformas de computação prontas para IA destinadas a provedores de serviços em nuvem  e outros clientes de datacenters.

Sobre a NVIDIA
A NVIDIA (NASDAQ: NVDA) é a empresa de computação de Inteligência Artificial. Ao inventar a placa de vídeo em 1999, desencadeou o crescimento do mercado de games para PC, redefiniu os gráficos de computadores modernos e revolucionou a computação paralela. Mais recentemente, o aprendizado profundo com base em placa de vídeo deu início à inteligência artificial moderna — a próxima era da computação — com a placa de vídeo atuando como o cérebro dos computadores, robôs e carros autônomos que podem perceber e compreender o mundo. Mais informações no site http://www.nvidia.com.br/object/newsroom-br.html.

Acesse também:
Site oficial da NVIDIA no Brasil: www.nvidia.com.br
NVIDIA no Facebook: NVIDIA Brasil
NVIDIA no Twitter: @nvidiabrasil
NVIDIA no Instagram: @nvidiabrasil

Informações para a Imprensa:
Sing Comunicação de Resultados
André Forte, Janaína Leme, Tatiane Dantas, Vânia Gracio e Melissa Sayon
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *