Soluções agrícola e de saúde infantil são as vencedoras da etapa nacional da Imagine Cup

Após serem avaliados por uma banca de especialistas, projetos paulista e paraibano são considerados os mais inovadores e concorrem a prêmio de 100 mil dólares

Fortaleza, 18 de maio de 2017 – Ampliar a oferta de alimentos para a população e ajudar a combater a mortalidade infantil são as causas abraçadas pelos dois projetos campeões da etapa nacional da Imagine Cup, competição promovida pela Microsoft com o objetivo de transformar projetos acadêmicos em startups de sucesso. Os vencedores – UpFish (SP) e BubuDigital (PB) – foram anunciados nesta quinta-feira (18), em cerimônia realizada na cidade de Fortaleza, Ceará.

Os dois primeiros colocados terão apoio do Instituto InnovAction para transformar suas ideias em startups, além de representar o Brasil na etapa global, em Seattle, com viagem custeada pela Microsoft. Na grande final global, concorrerão com outros 58 times do mundo inteiro a um prêmio de 100 mil dólares, além de mentoria exclusiva com Satya Nadella, CEO da Microsoft.

“O nível dos projetos vem subindo a cada ano que passa. Ficamos muito contentes com essa tendência porque a consequência será positiva para a sociedade, uma vez que são soluções para problemas contemporâneos e urgentes”, comenta Rodrigo Dias, gerente de Inovação da Microsoft Brasil. “O apoio à Educação e ao Empreendedorismo está no DNA da Microsoft. A Imagine Cup tem um papel fundamental para fomentar ideias inovadoras e transformadoras”, afirma o executivo.

Os dois campeões terão o apoio do Instituto InnovAction para transformar suas ideias em startups, por meio de um programa de pré-aceleração de quatro meses, que dá suporte e consultoria a empresas que estão se formando. Os 15 finalistas terão ainda a possibilidade de participar do BizSpark, que dá mentoria e disponibiliza os recursos tecnológicos da Microsoft sem custo.

Ao todo, foram 199 projetos inscritos na etapa brasileira, um número acima da média global. Para a etapa final, foram selecionados grupos de diferentes regiões do país, de sete estados de Norte a Sul, de universidades públicas e privadas.

Este ano, o critério principal é o uso da computação em nuvem, uma tecnologia que vem sendo utilizada em larga escala por governos e empresas em todo o mundo.

Os projetos finalistas foram avaliados de acordo com critérios como inovação, caraterísticas técnicas, aplicabilidade e potencial de ganho de escala. A banca julgadora foi formada por empresários e especialistas em startups.

Veja mais detalhes dos projetos campeões:

UpFish – Unicamp + UFABC (SP)

Para tentar ampliar a oferta de alimentos, o UpFish é uma solução inteligente que monitora a produção de pescado em sistemas de aquicultura, um dos meios mais eficientes de produzir proteína animal. As fazendas de pescado consomem uma baixa quantidade de recursos naturais e oferecem grande quantidade de alimento para a população. A proposta do UpFish é usar a tecnologia para ajudar o maior número possível de produtores. Utilizando o sistema de nuvem Azure da Microsoft, o aplicativo pode se tornar uma valiosa base de dados estratégicos que ajudarão o mercado de aquicultura a ganhar força.

BubuDigital – IF Paraíba (PB)

A solução apresentada pela BubuDigital é uma chupeta que monitora a saúde de bebês por meio de sensores de temperatura e umidade. O objetivo é ajudar a combater a mortalidade infantil, que ainda tem índices altos no Brasil, principalmente decorrentes de doenças que poderiam ser detectadas e tratadas. Os dados coletados pela chupeta são enviados a dispositivos móveis, podendo ser acessados em forma de gráficos e lembretes para os pais. Mais do que fazer o monitoramento individual, a ideia do BubuDigital é reunir uma quantidade de informações em um único local a respeito de mortalidade Infantil, o que pode ser útil para governos e cidadãos. Considerando que o uso de chupetas é bastante difundido no país, o projeto pode ter uma rápida inserção no mercado.

Sobre a Imagine Cup

A Microsoft criou a Imagine Cup em 2003, uma competição estudantil, que tem o objetivo de transformar trabalhos acadêmicos em startups. Os alunos das mais variadas disciplinas colocam nos seus projetos toda a criatividade e conhecimento.  

No alto, as equipes UpFish e BubuDigital, vencedoras da etapa nacional da Imagine Cup 2017. Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *